fbpx

Skip links

6 motivos para começar a usar os anúncios do Google!

6 motivos para começar a usar os anúncios do Google!

Um bom anúncio no Google é uma ótima opção para quem pretende promover o seu negócio, alcançando as pessoas certas no melhor momento, e com a possibilidade de mensurar resultados.
O Google é a maior plataforma de links patrocinados e uma ferramenta bastante poderosa para chegar aos seus potenciais clientes.
Com este artigo, mostramos-lhe 6 razões pelas quais deve inserir os anúncios do Google na sua estratégia de marketing.

1. Intenção

Este é um dos pontos diferenciadores de anúncios do Google. Quando as pessoas estão relaxadas a ver televisão ou usar redes sociais, elas não querem ver anúncios.
No entanto, quando cria anúncios de pesquisa no Google, está a aparecer apenas para pessoas que mostraram intenção naquilo que oferece.

Usemos o exemplo de uma clínica dentária. As pessoas precisam de algum serviço dentário e onde vão procurar por um dentista? Ao Google, claro.
Ora, as pessoas que procuram por “dentistas no porto”, por exemplo, têm uma clara intenção de procurar um dentista. Ao criar um anúncio para estas pessoas, está a fornecer-lhes uma resposta em vez de as interromper.

Quer saber um facto interessante?
70% das pessoas que pesquisam em smartphones ligam para um negócio diretamente de um anúncio nos resultados de pesquisa da Google.

Sim, também pode inserir o seu número e localização nos anúncios Google.
Quando as pessoas procuram por palavras-chave na sua área de negócio, o seu resultado é dos primeiros a aparecer? Se não é, está a perder muitas oportunidades!

2. Maior alcance

Sabe quantas pesquisas são feitas por dia no Google? Aproximadamente, 5 mil milhões de pesquisas!

O Google é o motor de pesquisa dominante no mercado, usado por 71% das pessoas.

A rede Display da Google (rede de parceiros que permitem exibir anúncios em diferentes formas) é a maior rede Display que existe. Alcança, aproximadamente, 90% de todos os utilizados online!
Em Portugal, 79% das pessoas pesquisam um produto ou serviço no seu smartphone!
Não existe quaisquer dúvidas. Se os clientes que procura estão online, de certeza que usam o Google.

3. Resultados imediatos

Obviamente que tráfego orgânico é o resultado que todos queremos alcançar, com uma clara intenção de compra e com um custo de aquisição muito reduzido.
Mas, na maioria dos casos, não vai ter tanta sorte.

Por exemplo, para “agente imobiliário no porto” aparecem 4 anúncios de pesquisa antes de qualquer resultado orgânico. Isso, combinado com o facto de que 98% das pessoas escolhem um negócio que está na primeira página de resultados do Google, reduz ainda mais a probabilidade de conseguir cliques orgânicos.

Melhorar a sua posição nos resultados orgânicos é uma atividade bastante valiosa para a sua empresa. Não estamos a tentar desvalorizar resultados orgânicos. No entanto, deve ter em conta que para ver resultados em atividades de SEO, demora sempre alguns meses. E mesmo com resultados positivos, lembre-se que raramente irá aparecer acima de resultados pagos! Veja novamente o exemplo acima.

O que é que isto tudo significa para si?
Significa que se não está na primeira página de resultados, não vai ter visitas através do Google.

O campo de agentes imobiliários é um bastante competitivo em termos de anúncios do Google. Se a sua área também é competitiva, não fica desencorajado. É possível ter bons resultados na mesma. Também existem bastantes áreas de negócio que não usam anúncios do Google. Se está numa área em que os seus concorrentes não usam anúncios do Google, aproveite para se adiantar na corrida!

4. Retorno no investimento

Provavelmente está a pensar:

“Mas anunciar no Google traz algum retorno?”

Em média, os negócios obtêm um retorno de 200% no seu investimento em anúncios do Google.

Outro facto interessante é que o tráfego pago converte 50% melhor que tráfego orgânico. Esta segunda questão está relacionada com a intenção de procura que abordamos anteriormente.

E agora deve estar a pensar:

“Como é que posso saber se o retorno que estou a ter está ligado aos anúncios do Google?”

Através da medição de conversões.

O Google permite-lhe saber se as pessoas estão a converter no seu site através da definição de conversões. Pode definir que tipo de conversão quer medir nos anúncios do Google ou, então, no Google Analytics.
Assim, se tiver 10 campanhas ativas, pode saber quais delas estão a ter sucesso e quais não estão, para poder fazer as alterações necessárias e otimizar o seu orçamento.

5. Diferentes formatos para anúnciar

A maior parte das pessoas pensa nos anúncios do Google apenas como resultados de pesquisa, como exemplifica a imagem dos “agentes imobiliários no Porto”.
No entanto, essa é apenas uma das várias opções disponíveis.

O Google também tem disponível o Google Shopping. Se vende produtos online, é obrigatório ter este tipo de campanha. Para além de aparecer quase sempre acima dos resultados de pesquisa, orgânico e pago, também lhe permite adicionar uma imagem do seu produto.

Também pode publicitar conteúdo em formato vídeo.
Onde? No YouTube.
O YouTube é propriedade do Google. Logo, pode publicitar lá os seus vídeos e alcançar milhões de pessoas que usam o YouTube diariamente.
Por fim, também pode utilizar a Rede Display que, como referimos acima, é a maior que existe.

6. Novos formatos

Apesar de já ter bastantes opções de anúncios, o Google não se ficou por aqui e anunciou novos formatos!
Algumas das suas recentes inovações foram anunciadas no Google Marketing Live.
Estes novos formatos estarão disponíveis no final do ano de 2019.

Porque é que é importante saber disto?

Porque os inovadores (os primeiros a adotar mudança) veem, regra geral, melhores resultados do que os adotam os novos formatos mais tarde.
Quando algo é novo, poucos adotam a mudança na fase inicial, o que significa menos concorrência para si e melhores resultados.

O Google é uma das maiores empresas do mundo. Como tal, está em constante inovação. Estas inovações não vão parar, portanto vai querer estar sempre na vanguarda para poder aproveitar ao máximo as inovações à plataforma.

 

É possível que esteja a sentir-se sobrecarregado com a quantidade de informação que revelamos. Além disso, se já teve curiosidade e já interagiu com a plataforma, é possível que não tenha tido sucesso imediato.

Na verdade, a criação e monitorização dos anúncios Google requerem algum conhecimento e, assim sendo, não lhe serve de nada investir se tem dúvidas quanto à criação dos anúncios e utilização da plataforma.

Se considera que a estrutura do seu negócio não lhe permite implementar anúncios no Google, poderá sempre entrar em contacto connosco para o ajudarmos!